Qual o futuro da vela r/c?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Qual o futuro da vela r/c?

Mensagem por alexandre em 22/03/09, 12:26 pm

Quero inicialmente mandar um abraço a todos os amigos da vela rc, parabenizar por este forum. Eu acredito que as noticias e opiniões ajudam a manter o pessoal unido e a encontrar novas e velhos amigos.
Participei da classe "M" de 1982 a 1987 quando morava em São Paulo, acompanhado as informações basicamente pela Internet, dá muitas saudades das várias regatas e campeonatos que participei, das viagens e várias cidades e visitadas, dos amigos que não estão mais entre nós e da ótima turma, bem unida, que se divertia muito.
Transcrevo aqui um trecho do e-mail que envie ao meu amigo Célio para colocar em debate o assunto:
Pelo que tenho acompanhado pela Internet e do pouco contato que tive com o pessoal da vela rc, a informação que eu tive que a classe "M" acabou pelos custos elevados das inovações, ai foi introduzida a classe 1 metro com a proposta de ser um barco monotipo e um custo igual para todos, vejo que agora o pessoal tem adotado a classe RG-65, que basicamente tem mais ou menos a mesma proposta da classe "M", comprimento do barco e área vélica, sendo o projeto e material livre, isso por um lado é bom, mas não corre o mesmo risco da classe "M"?

Na década de 80 era legal por que todos adotavam uma mesma classe o que possibilitava campeonatos e regatas com bastante participantes, hoje vejo que o pessoal veleja em várias classes entre as quais, a 1 metro e a RG-65, isso não dispersa o pessoal?

Existe uma tendência de migração para alguma classe específica?

Gostaria que os amigos postassem suas opiniões e comentários a respeito do assunto.

alexandre

Número de Mensagens : 1
Idade : 58
Numeral - BRA XXX : BL 2012
Classe : M
Clube : APN
Data de inscrição : 22/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Qual o futuro da vela r/c?

Mensagem por Celio Souza em 18/04/09, 11:20 am

Alexandre,

Voce já parou para pensar? Os tempos são outros, ficamos mais velhos e passamos a saudosistas. Quão gostoso foi no passado!!!
Agora outros tempos e a nossa velejada de fim de semana, passou de um hoby para esporte reconhecido por entidades afins, e tomou caráter oficial. Bem dai surgiram varias tendências, a brasileira foi criar um monotipo de baixo custo, de forma que todos iniciantes pudessem participar com pouco investimento, o tempo passou, isto está mudando. A Europa pela facilidade em adquirir um veleiro da classe IOM pronto e competitivo aderiram por completo ao 1metro Internacional - IOM, que agora começa a se desenvolver no Brasil, mesmo que um barco possa ter valores tal como US$ 2.500,00.
Quanto à classe RG-65 acredito no seu crescimento exponencial, pois é uma classe democrática onde tudo pode, projetar, construir e navegar em poucos dias com baixo investimento, pelo seu tamanho pode-se transportar em qualquer veiculo. Hoje no Brasil já temos uma flotilha de 130 veleiros registrados na associação de classe, somos a segunda maior flotilha do mundo.
Respondendo a questão migração entre classes, no Brasil acontece que temos vários velejadores participando de todas as classes, mas no Rio de janeiro não acontece assim, mais especificamente Flotilha Barra Vela é composta de 99% de veleiros da RG-65, sendo na atualidade a maior flotilha do Brasil, graças ao trabalho voltado para o desenvolvimento da classe, através novos projetos, reuniões sociais a beira da lagoa, regatas freqüentes, apoio e integração do grupo com outras entidades e principalmente respeito mutuo.
Somente o tempo dirá qual o futuro da vela rc.
avatar
Celio Souza

Número de Mensagens : 7
Idade : 65
Numeral - BRA XXX : BRA 65
Classe : RG-65 - ULY
Clube : ACVRC
Data de inscrição : 21/12/2008

Ver perfil do usuário http://www.abvrc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum